Olimpíadas 2024

Pesquisar
Close this search box.
Pesquisar
Close this search box.

SP: Audiência pública denuncia violência policial contra imigrantes africanos e ambulantes

Evento na Assembleia Legislativa de São Paulo é uma resposta ao falecimento do senegalês Serigne Mourtalla Mbaye
Manifestação de imigrantes africanos protestam a morte de Serigne Mourtalla Mbaye, em SP.

Foto: Reprodução / Mídia Ninja

24 de junho de 2024

Nesta segunda-feira (24), a Assembleia Legislativa de São Paulo (Alesp) recebe uma audiência pública para debater o aumento de casos de violência policial contra a população imigrante africana e contra trabalhadores ambulantes. O evento acontece às 18h e será transmitido via YouTube.

Convocada pela SOS Racismo, a audiência é uma resposta ao falecimento do senegalês Serigne Mourtalla Mbaye, morto após cair do 6º andar de um prédio durante uma ação ilegal da Polícia Militar do Estado de São Paulo (PMSP) no centro de São Paulo.

Na ocasião, os policiais entraram no edifício sem mandado judicial e em circunstâncias ainda não esclarecidas. Segundo documento do Ministério dos Direitos Humanos e Cidadania (MDCH), os agentes teriam utilizado balas de borracha e gás lacrimogêneo contra os moradores.

O caso foi um pontapé para o surgimento de outras denúncias de práticas racistas e xenofóbicas contra ambulantes e imigrantes do centro de SP, ligadas à atuação policial na Operação Delegada, programa de segurança pública entre a prefeitura de SP e a Polícia Militar. 

A operação acumula relatos de intolerância, racismo e xenofobia contra os trabalhadores. Eles apontam invasões de domicílios sem mandado judicial, apreensões ilegais e roubos de mercadorias e objetos pessoais de valor, abuso de autoridade, flagrantes forjados de drogas, ameaças, racismo, violências e até mesmo assassinatos.

A deputada estadual Mônica Seixas (PSOL-SP) solicitou informações públicas sobre a operação ao governo estadual e municipal, mas não obteve respostas dos órgãos. “Estamos diante de graves casos de violência de estado contra pessoas afro-descendentes, a exemplo do que ocorreu com George Floyd nos EUA”, destacou a parlamentar.

Para o deputado estadual Eduardo Suplicy (PT-SP), que também organiza o evento, a operação representa um impeditivo para o desenvolvimento de comunidades imigrantes e de ambulantes.

“O que estamos percebendo é que a Operação Delegada se tornou um dispositivo que está impedindo o desenvolvimento econômico, social e cultural das comunidades imigrantes e dos trabalhadores ambulantes, e impedindo o direito ao trabalho”, comentou Suplicy.

Serviço:
AUDIÊNCIA PÚBLICA “Justiça para Talla Mbaye: A Violência Policial contra a População Imigrante Africana e Afro-diaspórica”

Dia: 24/06, segunda-feira
Horário: 18h00 – link para transmissão: https://www.youtube.com/@AlespOficial
Local: Alesp – Av. Pedro Álvares Cabral, 201, Ibirapuera – Plenário Tiradentes

  • Verônica Serpa

    Graduanda de Jornalismo pela UNESP e caiçara do litoral norte de SP. Acredito na comunicação como forma de emancipação para populações tradicionais e marginalizadas. Apaixonada por fotografia, gastronomia e hip-hop.

Leia Mais

Quer receber nossa newsletter?

Destaques

AudioVisual

Podcast

papo-preto-logo

Cotidiano