Pesquisar
Close this search box.
Pesquisar
Close this search box.

Exposição enaltece artistas negros que marcaram história da dança cênica em Porto Alegre

A mostra gratuita entra em cartaz no Centro Municipal de Cultura Lupicínio Rodrigues na quinta-feira (11)
A mostra gratuita reúne as histórias de artistas negros que ocuparam os palcos de Porto Alegre.

Foto: Cláudio Etges / Marian Starosta / SMCEC

10 de abril de 2024

O Centro de Dança da Secretaria Municipal de Cultura e Economia Criativa (Smcec) inaugura, na quinta-feira (11), às 19h, a exposição “Nunca Estivemos Sós: Negrografias da Dança Cênica de Porto Alegre no Século XX”. A visitação vai até o dia 1º de julho.

Composta por 21 painéis, a mostra gratuita reúne as histórias de artistas negros que ocuparam os palcos de Porto Alegre ao longo do século passado. Com o auxílio da tecnologia, o espectador pode acessar um conjunto de fotografias e documentos que contam a trajetória de cada artista.

Os visitantes também podem assistir a declarações e espetáculos da época, entre elas, a entrevista com a bailarina e coreógrafa Iara Deodoro, conhecida como a matriarca da dança afro do Rio Grande do Sul, uma das homenageadas e curadora da exposição.

A exposição não só destaca personagens reconhecidos nas artes cênicas da cidade, mas também resgata artistas renomados que possuem pouca visibilidade, como o bailarino, professor e coreógrafo Souvarine Louniev e a bailarina Elvira Panatieri. 

Souvarine, que na verdade se chamava Souvarine Pedro Silva, foi o primeiro negro dono de escola de dança em Porto Alegre, enquanto Elvira Panatieri, aluna de Souvarine, foi a primeira solista negra de balé da cidade.

Além de Iara Deodoro, o time de curadores inclui a bailarina e professora Perla Santos, do Coletivo Meninas Crespas, o bailarino, professor e pesquisador Luciano Tavares, um dos coordenadores no GT Afro da Associação Brasileira de Pesquisadores em Artes Cênicas (Abrace), e a bailarina e professora Louise Sena, mestranda em antropologia pela Universidade Federal da Bahia.

Serviço

Quando: até o dia 1º de julho, das 11h às 19h

Onde: Centro Municipal de Cultura Lupicínio Rodrigues, Rua Erico Verissimo, 307 – Menino Deus, Porto Alegre

  • Mariane Barbosa

    Curiosa por vocação, é movida pela paixão por música, fotografia e diferentes culturas. Já trabalhou com esporte, tecnologia e América Latina, tema em que descobriu o poder da comunicação como ferramenta de defesa dos direitos humanos, princípio que leva em seu jornalismo antirracista e LGBTQIA+.

Leia Mais

Quer receber nossa newsletter?

Destaques

AudioVisual

Podcast

EP 153

EP 152

Cotidiano