Olimpíadas 2024

Pesquisar
Close this search box.
Pesquisar
Close this search box.

RJ: exposição no Museu de Niterói retrata jornada pela busca ancestral dos povos Guarani

A mostra também destaca a necessidade de demarcação das terras dos povos originários em Maricá
A imagem que exibe três garotos da etnia guarani brincando em um rio faz parte da mostra "Yvy Marãey - A Terra sem Males".

Foto: Divulgação

16 de junho de 2024

O Museu de Arte Contemporânea de Niterói (MAC Niterói) apresenta a exposição fotográfica “Yvy Marãey – A Terra sem Males”. Em cartaz até 4 de agosto, a mostra aborda a busca ancestral do povo indígena guarani pela terra sem mal. 

A exibição inclui 38 fotografias de autoria do cineasta e fotógrafo Daniel Sul, que retratam a cultura e a mitologia do grupo Guarani Mbya, instalado há 11 anos na Aldeia Mata Verde Bonita, no município de Maricá, região metropolitana do Rio de Janeiro.

Com curadoria do diretor do MAC, Victor de Wolf, a exposição busca trazer visibilidade e fortalecimento à diversidade cultural e à presença Guarani nas terras fluminenses, em resposta ao apagamento e silenciamento de sua história.

O projeto também destaca a necessidade de demarcação das terras dos guaranis em Maricá a partir de uma investigação visual voltada para a Aldeia Mata Verde Bonita.

Os Guaranis são o maior povo indígena do Brasil e a maioria entre os indígenas aldeados no Rio de Janeiro. Atualmente, muitas comunidades no Brasil lutam para recuperar suas terras ancestrais, enfrentando consequências sociais devido à perda da maior parte de seu território.

Sob a liderança da Cacica Jurema, cerca 200 moradores da Aldeia Mata Verde Bonita mantém viva a tradição e a cultura Guarani. Após perderem suas terras na cidade de Niterói, o grupo se estabeleceu no bairro de São José, na cidade de Maricá, com apoio da prefeitura local e busca pela demarcação da terra que ocupam há mais de dez anos.

A exposição é promovida pelo Instituto Terra Verde, organização não governamental (ONG) voltada para a defesa dos povos indígenas por meio da cultura e da memória, do etnoturismo, da segurança alimentar e geração de renda, entre outras ações.

Serviço:

Exposição Yvy Marãey – A Terra sem Males
Visitação: Até 4 de agosto
Horário: Terça a domingo (incluso feriados), das 10h às 18h; entrada até 17h30
Ingressos: R$16 inteira R$ 8 meia

  • Mariane Barbosa

    Curiosa por vocação, é movida pela paixão por música, fotografia e diferentes culturas. Já trabalhou com esporte, tecnologia e América Latina, tema em que descobriu o poder da comunicação como ferramenta de defesa dos direitos humanos, princípio que leva em seu jornalismo antirracista e LGBTQIA+.

Leia Mais

Quer receber nossa newsletter?

Destaques

AudioVisual

Podcast

papo-preto-logo

Cotidiano