Pesquisar
Close this search box.

Jogadoras e ex-atletas celebram escolha do Brasil para sediar Copa do Mundo Feminina

Será a primeira vez que a competição será disputada na América Latina
A imagem mostra a jogadora Marta.

Foto: Reprodução/redes sociais

17 de maio de 2024

Em uma votação que reuniu 211 confederações, a Federação Internacional de Futebol (FIFA) decidiu que a décima edição da Copa do Mundo Feminina será disputada no Brasil, em 2027. A cerimônia, que aconteceu na Tailândia na madrugada desta sexta-feira (17), emocionou atletas e a comissão técnica, que estavam no evento. 

A escolha do Brasil como país sede da competição foi anunciada pelo presidente da FIFA, Gianni Infantino. Algumas jogadoras negras e ex-atletas de futebol utilizaram as redes sociais para celebrar a decisão.

Marta, dona de seis títulos de melhor jogadora do mundo, destacou que recebeu com felicidade a notícia da escolha do Brasil para sediar a Copa do Mundo Feminina de 2027. A jogadora ainda demonstrou o desejo de que a primeira partida da seleção brasileira aconteça no sul do país. “O estado do Rio Grande do Sul e o povo gaúcho merecem!! Meu coração e minhas orações estão com vocês”, escreveu. 

Com voz embargada, Marta publicou também um vídeo onde celebra a escolha.

À FIFA, Cris Rozeira, jogadora da seleção, reforçou a importância do evento para o desenvolvimento do esporte no país e a visibilidade que uma copa traz. Ela também mencionou que o sonho de disputar a copa do mundo havia acabado em 2023, mas, com a escolha do Brasil para sediar a próxima edição, tem fantasiado sobre ser a “nova Formiga”, que disputou sete vezes a competição. 

“Para ser sincera, não tinha pensado em continuar a ser jogadora em 2027, mas uma Copa do Mundo no Brasil me deu uma nova ideia. Seria a coisa mais legal, mas o Brasil tem uma geração de jogadoras muito forte chegando. Vamos ver. Muitas coisas podem acontecer entre agora e então”, disse a brasileira. 

Durante a transmissão da cerimônia, Roseli de Belo, atleta que atuou pela seleção durante 19 anos, disputou três Olimpíadas, três competições de sul-americano e três copas do mundo celebrou a possibilidade de ver a copa em casa.

Ao todo, dez estádios do Brasil vão sediar a Copa do Mundo de Futebol Feminino em 2027.

  • Patricia Santos

    Jornalista, poeta, fotógrafa e vídeomaker. Moradora do Jardim São Luis, zona sul de São Paulo, apaixonada por conversas sobre territórios, arte periférica e séries investigativas.

Leia Mais

Quer receber nossa newsletter?

Destaques

AudioVisual

Podcast

EP 153

EP 152

Cotidiano