Olimpíadas 2024

Pesquisar
Close this search box.
Pesquisar
Close this search box.

‘Peso – Histórias do Rap’: exposição recupera história do movimento em Brasília

Mostra é resultado do estudo feito pelos pesquisadores Thiago Flores e Heitor Valente
Imagem em preto e branco mostra dois rappers durante apresentação de show de rap.

Foto: Ivan Lacombe / Divulgação

23 de janeiro de 2024

Com o intuito de preencher as lacunas sobre a história da cultura hip-hop em Brasília, o cientista social e jornalista Thiago Flores realizou a pesquisa Intitulada “Peso – Histórias do Rap do DF”, com co-autoria de Heitor Valente. Agora, o trabalho acadêmico virou exposição na Galeria Risofloras, em Ceilândia, um dos berços da cultura na capital do país.

A mostra gratuita, que segue em cartaz até 9 de fevereiro, é uma homenagem aos pioneiros do rap no Distrito Federal. A exposição apresenta uma coleção de fotografias, artigos de jornais e revistas, cartazes, crachás e outros materiais, com curadoria de Mario Jardim e Thiago Flores. 

Os trabalhos de pesquisa foram iniciados em 2018. Na época, Flores mergulhou em livros, entrevistas, podcasts e documentários, a fim de explorar não apenas a cena do rap em Brasília, mas também o universo do hip-hop no Brasil e no mundo.

Além de toda a pesquisa prévia, o pesquisador realizou mais de 40 entrevistas com pessoas envolvidas no movimento, o que inclui rappers pioneiros e da nova geração, DJs, produtores culturais e entusiastas.

As peças expostas também datam o início do movimento, nos anos 1980, e destacam os lançamentos de álbuns, festivais, sessões de gravação em estúdio, batalhas de rima e outras experiências que marcaram o cenário do rap brasiliense.

O projeto recebeu apoio do Fundo de Apoio à Cultura da Secretaria de Cultura e Economia Criativa do DF (FAC/DF).

Serviço: 

Quando: até 9 de fevereiro

Funcionamento: Segunda a sexta, das 14h às 18h

Onde: Galeria Risofloras – Ceilândia Norte

Entrada gratuita

  • Mariane Barbosa

    Curiosa por vocação, é movida pela paixão por música, fotografia e diferentes culturas. Já trabalhou com esporte, tecnologia e América Latina, tema em que descobriu o poder da comunicação como ferramenta de defesa dos direitos humanos, princípio que leva em seu jornalismo antirracista e LGBTQIA+.

Leia Mais

Quer receber nossa newsletter?

Destaques

AudioVisual

Podcast

papo-preto-logo

Cotidiano