Pesquisar
Close this search box.

Aprovação de Lula é maior entre pretos e pardos; maioria dos brancos desaprova governo

Pesquisa Quaest mostra recuperação na avaliação positiva do presidente, com destaque entre mulheres e grupos de menor renda
Presidente da República, Luiz Inácio Lula da Silva, durante cerimônia de anúncio de investimentos do Governo Federal para o estado da Bahia, na Arena Fonte Nova. Salvador - BA. Pesquisa Quaest publicada na última quarta-feira (10) aponta que o presidente possui maior aprovação entre a população preta e parda.

Foto: Ricardo Stuckert/PR

11 de julho de 2024

A pesquisa Quaest, divulgada na quarta-feira (10), revela que a aprovação do trabalho do presidente Luiz Inácio Lula da Silva (PT) subiu para 54%, enquanto 43% dos brasileiros desaprovam sua gestão. Este resultado mostra um descolamento de 11 pontos entre aprovação e reprovação, revertendo o empate técnico observado em maio, quando os índices eram de 50% e 47%, respectivamente. A margem de erro é de dois pontos percentuais para mais ou para menos.

A aprovação atual de 54% retoma o patamar observado em outubro e dezembro de 2023. O melhor índice de aprovação do governo Lula, segundo a Quaest, foi de 60% em agosto do ano passado. A desaprovação, por sua vez, recuou quatro pontos percentuais.

Entre diferentes grupos demográficos, a aprovação do presidente Lula é maior entre a população preta (de 56% para 59%) e parda (de 54% para 59%) em comparação com a população branca, onde a desaprovação é predominante (50%). No entanto, nesse grupo, a aprovação subiu de 45% para 47%.

A pesquisa também revelou oscilações positivas em outros segmentos, como mulheres (aprovação subiu de 54% para 57%), eleitores entre 35 e 59 anos (de 50% para 56%), pessoas com nível de escolaridade até o Ensino Fundamental (de 60% para 65%) e aqueles com renda familiar mensal de até 2 salários mínimos (de 62% para 69%).

Avaliação dos programas do Governo Lula

O levantamento Genial/Quaest também avaliou o conhecimento e a aprovação dos eleitores em relação a seis programas do governo atual. O programa Farmácia Popular lidera com 86% de apoio, seguido pelo Bolsa Família, que teve um aumento de quatro pontos percentuais, chegando a 80%. O programa Desenrola, voltado para a renegociação de dívidas, é aprovado por 73%.

O programa Pé de Meia, que oferece incentivo financeiro a estudantes do Ensino Médio público, registrou o maior aumento em conhecimento e aprovação, subindo 6 pontos percentuais para 60%. Entretanto, o novo Programa de Aceleração do Crescimento (PAC) e o Programa Acredita ainda são pouco conhecidos pelos eleitores, com 51% e 56% de desconhecimento, respectivamente.

A pesquisa Genial/Quaest entrevistou 2.000 eleitores brasileiros com 16 anos ou mais, de todas as regiões do país, entre os dias 5 e 8 de julho. As entrevistas foram feitas face a face, utilizando questionários estruturados. A margem de erro é de 3,1 pontos percentuais para mais ou para menos, com um nível de confiança de 95%, o que indica a probabilidade de os resultados se repetirem dentro da margem de erro em condições semelhantes.

  • Giovanne Ramos

    Jornalista multimídia formado pela UNESP. Atua com gestão e produção de conteúdos para redes sociais. Enxerga na comunicação um papel emancipatório quando exercida com responsabilidade, criticidade, paixão e representatividade.

Leia Mais

Quer receber nossa newsletter?

Destaques

AudioVisual

Podcast

papo-preto-logo

Cotidiano