Pesquisar
Close this search box.

Aparelha Luzia recebe as Deusas Urbanas para dia de afroempreendedorismo

7 de dezembro de 2017

Evento tem programação diversa, com workshops, rodas de conversa, discotecagem. Durante toda a atividade, voltada para o afroempreendedorismo, 10 expositores apresentam seus produtos ao público

Texto e imagem / Pedro Borges

O Hub das Pretas e a Deusas Urbanas organizam neste sábado, 9 de Dezembro, das 12h às 19h, um evento repleto de atividades voltado para o afroempreendedorismo. O encontro ocorre na Aparelha Luzia, Rua Apa, 78, centro.

Durante todo o dia, 10 expositores apresentam ao público seus produtos, que variam entre os setores de vestuário, calçados, decoração, acessórios e doceria. As marcas são Ora Bolas, Modernize, Boutique de Krioula, Afrotik, BES Art Decorações, Rainha Nagô, 16 Toneladas, Tropical, Explosão de Sabores, e Preta Brigadeiros.

Renata Francis, idealizadora do Deusas Urbanas, diz que o desejo de organizar a atividade na Aparelha Luzia se deu quando visitou o local pela primeira vez, e teve a certeza de que esse era o espaço ideal para receber as Deusas Urbanas em São Paulo.

“Já na primeira visita ao Aparelha, eu tive certeza que o Deusas Urbanas precisava acontecer um dia naquele território, que nos acolhe como uma grande mãe. Conversei com Érica sobre esse desejo, e ela na hora abriu os braços e nos acolheu”.

Às 11h, a primeira roda de conversa, organizada pelo Hub das Pretas, tem início para discutir o autocuidado da população negra.

No horário do almoço, a partir das 12h, Ciça Alves prepara uma feijoada nordestina do cumê para os participantes do encontro. A feijoada é um dos alimentos de resistência da população negra.

A partir das 13h, tem início o workshop de maquiagem para pele negra, com Taís Eustáquio. Na sequência, das 14h às 16h, é a vez do Projeto Ciranda do Povo coordenar uma roda de samba.

Michelle Fernandes organiza uma oficina de turbante às 16h, seguida por uma roda de conversa, articulada pelo Hub das Pretas sobre autocuidado focado para as mulheres negras.

O encerramento da atividade fica por conta da discotecagem de Mariana Boaventura, que tem início às 19h.

Para Renata Francis, o evento tem o objetivo de atrair pretas e pretos, com foco na mulher negra e nas crianças afrodescendentes para trocarem experiências e fortalecerem o empreendedorismo negro.

“Deusas Urbanas e Aparelha Luzia tem um objetivo comum maior, Empoderar pretas e pretos! Dizer para nossos pares que eles podem ser o que sonharem, que podem ocupar os espaços que desejarem. Que se tem algo que nós pretos podemos, é poder”.

A curadoria do evento e das atividades da Aparelha Luzia é feita por Erica Malunguinho, e a produção por Geovani Nascimento. O espaço é composto por Ciça Alves, Mariana Rocha, Júlio Cesar, Eduardo Santos, Fernanda Souza.

Serviço:

Feijoada: R$ 35,00, prato para 3 pessoas.

11 h- Momento de autocuidado- Hub das Pretas
12 h – Feijoada do Aparelha
13 h- Work de make- Taís Eustáquio
14 h às 16h- Roda de Samba-Projeto Ciranda do Povo
16:30 – Work de turbantes-Michelle Fernandes
17:30- Roda de Conversa – Hub das Pretas
19 h- Discotecagem

Leia Mais

Quer receber nossa newsletter?

Destaques

AudioVisual

Podcast

EP 153

EP 152

Cotidiano