Olimpíadas 2024

Pesquisar
Close this search box.
Pesquisar
Close this search box.

‘Iniciativa histórica’: ministra Anielle Franco recebe manual de redação antirracista da Alma Preta

Entrega do livro foi realizada em mãos durante reunião em Brasília
Pedro Borges e Anielle Franco estão sentados em um sofá, segurando juntos o livro "Manual de Redação: o jornalismo antirracista a partir da experiência da Alma Preta"

Foto: Alma Preta Jornalismo

6 de outubro de 2023

Na quinta-feira (5), a Alma Preta jornalismo participou de uma reunião na capital do país com integrantes do Ministério da Igualdade Racial (MIR), incluindo a ministra da pasta, Anielle Franco.

A agência foi representada pelo jornalista Pedro Borges, editor-chefe da Alma Preta e um dos responsáveis pela criação do “Manual de Redação: o jornalismo antirracista a partir da experiência da Alma Preta”.

“A gente conversou sobre o manual. Apresentei e entreguei o livro a elas, que ainda não tinham uma cópia, e conversamos sobre o plano de comunicação antirracista que o governo tem desenvolvido junto ao governo federal”, explicou Borges sobre o encontro.

Durante a reunião, a Alma Preta também apresentou ao MIR o desejo de organizar uma atividade em Brasília sobre o Manual de Redação com o apoio da pasta. Nas redes sociais, tanto a ministra Anielle Franco quanto o MIR divulgaram imagens do encontro.

“Emocionada enquanto jornalista de receber o Manual de Redação Antirracista da Alma Preta. Um marco para a história do jornalismo nesse país. Estamos avançando. Parabenizo a Alma Preta Jornalismo por essa iniciativa histórica. Estamos trabalhando dentro do governo por uma comunicação antirracista e esse material vai ser fundamental”, disse a ministra em uma publicação no Instagram.

Manual de Redação

Em agosto deste ano, a Alma Preta Jornalismo lançou seu primeiro manual de redação antirracista durante um evento no Centro da capital paulista. Fruto de três anos de pesquisa e trabalho com pesquisadores, jornalistas e estudantes, o manual condensa a visão editorial construída pela Alma Preta ao longo de oito anos de atuação. O texto, além de servir como referência interna, cria parâmetros para auxiliar jornalistas e comunicadores na cobertura da temática racial no Brasil.

O lançamento do manual também coincide com os 190 anos da imprensa negra no Brasil, comemorados a partir da fundação do jornal “O Homem de Cor”, no Rio de Janeiro, em 1833.

  • Solon Neto

    Cofundador e diretor de comunicação da agência Alma Preta Jornalismo; mestre e jornalista formado pela UNESP; ex-correspondente da agência internacional Sputnik News.

Leia Mais

Quer receber nossa newsletter?

Destaques

AudioVisual

Podcast

papo-preto-logo

Cotidiano