Pesquisar
Close this search box.

Marcha da Maconha da Zona Norte acontece no domingo em São Paulo

31 de maio de 2018

Terceiro ano do evento leva o debate para a periferia da Freguesia do Ó e reivindica legalização da maconha

Texto / Thalyta Martina
Imagem / Divulgação

A 3ª Marcha da Maconha da Zona Norte organizada pelo coletivo Natural Dub de São Paulo acontece no dia 03 de junho, a partir das 14 horas, na Praça Dona Amália G Solitári, no bairro Freguesia do Ó em São Paulo.

A marcha teve sua primeira edição em 2016 na Zona Norte e teve com tema “Fogo na Bomba e Paz na Quebrada”. Em 2017, na segunda edição, o tema foi “Quebrar Correntes e Plantar Sementes”, esse ano é “Uma guerra onde não há vencedores não pode ser chamada de guerra e sim de massacre”.

O objetivo do evento, de acordo com a descrição no evento do Facebook, é “se juntar para trocar uma ideia, curtir um som e nos unir pela luta. A gente tá ligado que esse debate não pode ficar ficar só no centro. Precisamos trazer ele quebrada, que é aqui que a corda aperta no pescoço.”, diz.

Os organizadores explicam que a maconha, assim como todas as drogas, foi proibida principalmente para servir de desculpa para o Estado e as elites criminalizarem, matarem e prenderem todas os grupos sociais marginalizados.

“E é isso que nós vivemos e vemos no dia a dia. Os mortos e presos em nome das drogas são os nossos. Seguimos sendo reprimidos pela polícia em nosso cotidiano e seguimos vendo a desculpa das drogas sendo usada para nos calarem.”

Além dos debates, o evento contará também com atrações musicais. Entre elas, Sound System – Natural Dub SP, Bruna Muniz, DJ Batata’killa, May Sistah, Chavões ZN SP, Cb Quartel General, Ktarse, Instinto Favela R.A.P e Sistah Mari.

Leia Mais

Quer receber nossa newsletter?

Destaques

AudioVisual

Podcast

papo-preto-logo

Cotidiano

Na ONU, Brasil reafirma compromisso com a pauta racial no combate à violência

Mais de 80% dos modelos de campanhas publicitárias brasileiras são brancos, aponta estudo

O Quilombo

Aprovação do Dia Nacional do Funk é marco contra marginalização

Independência, liberdade e escravidão na Argentina

Clima e Meio Ambiente

Programa capacita lideranças das periferias do Rio para debates sobre questão climática

Território brasileiro pegou fogo em um a cada quatro hectares nos últimos 40 anos