Olimpíadas 2024

Pesquisar
Close this search box.
Pesquisar
Close this search box.

Programa gratuito abre 30 mil vagas para formação de profissionais em cibersegurança

Iniciativa vai disponibilizar certificados para que os alunos possam ter oportunidades no mercado de trabalho
Imagem mostra um jovem negro com a camisa do Senai estudando diante de um computador.

Foto: Reprodução

8 de janeiro de 2024

As inscrições para o programa “Hackers do Bem” estão abertas. O curso voltado à formação de profissionais em cibersegurança será ministrado de forma gratuita na modalidade de educação à distância e pretende capacitar 30 mil profissionais.

As aulas serão disponibilizadas a partir do dia 22 de janeiro e a previsão é que a formação seja concluída no fim de 2025. A cada etapa concluída, serão fornecidos certificados para que os alunos possam ter oportunidades no mercado de trabalho.

A iniciativa pretende fazer uma revolução no cenário da cibersegurança no Brasil ao desenvolver recursos humanos no setor, portanto, não é necessário ter experiência para se inscrever no curso.

Apesar de comporem 28% da população brasileira, a presença de mulheres negras na área tecnológica é pequena. Segundo um estudo da PretaLab divulgado em 2022, apenas 11% trabalham em empresas de tecnologia e apenas 3% estão matriculadas no curso de engenharia da computação. A formação gratuita é uma oportunidade para ampliar a estatística.

O programa visa formar estudantes do ensino técnico, médio e superior, abrangendo tanto aqueles que já buscam oportunidades em áreas relacionadas à tecnologia, quanto os jovens sem experiência prévia no campo.

Com o apoio da a Rede Nacional de Ensino e Pesquisa (RNP) e do Ministério da Ciência, Tecnologia e Inovação (MCTI), a iniciativa em parceria com o Serviço Nacional de Aprendizagem Industrial de São Paulo (Senai-SP) oferece cinco trilhas de aprendizado, do Nivelamento à Residência tecnológica, com aulas síncronas — que acontecem em tempo real — e assíncronas.

O projeto também financia projetos de pesquisa, desenvolvimento e inovação (PD&I) e promove competições e eventos. Além disso, por meio do Hub Nacional de Cibersegurança, a iniciativa vai conectar alunos, profissionais, laboratórios de pesquisa, startups e instituições para fortalecer o ecossistema brasileiro de cibersegurança.

As inscrições devem ser feitas no site oficial do projeto “Hackers do Bem”. 

  • Mariane Barbosa

    Curiosa por vocação, é movida pela paixão por música, fotografia e diferentes culturas. Já trabalhou com esporte, tecnologia e América Latina, tema em que descobriu o poder da comunicação como ferramenta de defesa dos direitos humanos, princípio que leva em seu jornalismo antirracista e LGBTQIA+.

Leia Mais

Quer receber nossa newsletter?

Destaques

AudioVisual

Podcast

papo-preto-logo

Cotidiano