Olimpíadas 2024

Pesquisar
Close this search box.
Pesquisar
Close this search box.

Margareth Menezes defende preservação de patrimônios culturais durante agenda na Bahia

Durante reunião com o governador baiano, Jerônimo Rodrigues (PT), a ministra ainda falou sobre encontro do G20 no segundo semestre deste ano
A imagem mostra a ministra Margareth Menezes, mulher negra, ao lado do governador Jerônimo Rodrigues, homem negro, em reunião na última sexta-feira (12).

Foto: Ministério da Cultura

15 de janeiro de 2024

Na última sexta-feira (12), a ministra da Cultura, Margareth Menezes, encontrou-se com o governador Jerônimo Rodrigues (PT), em Salvador, na Bahia, para abordar questões relacionadas à reforma do Teatro Castro Alves (TCA) e à preservação do Solar da Boa Vista. Ambos são considerados patrimônios culturais brasileiros de grande importância.

O Teatro Castro Alves, fundado em 1967 e nomeado em homenagem ao poeta Castro Alves, é uma referência arquitetônica e histórica com espaços notáveis, incluindo a Sala Principal, a Sala do Coro e a Concha Acústica. O TCA é palco de diversas apresentações artísticas, incluindo teatro, música, dança e ópera. “Preservar lugares históricos representa a defesa da nossa própria identidade brasileira”, analisou a chefe da pasta, segundo nota ministerial.

O Solar da Boa Vista, construído no final do século 18 e adquirido pelo pai de Castro Alves, desempenhou diversas funções ao longo dos anos, desde residência até asilo e hospital. Tombado pelo Iphan em 1943, o local sofreu um incêndio em 2013.

Durante a reunião, também foi discutido o encontro que será realizado em Salvador com ministros do G20 no segundo semestre deste ano. A ministra destacou o compromisso do Brasil em fortalecer a dimensão cultural na cooperação do G20 e expressou o entusiasmo em receber os participantes no Brasil no próximo ano. O evento visa fortalecer parcerias culturais na Bahia em 2024, abordando investimentos da Secretaria da Cultura do Estado em diversos projetos.

Reunião do G20

Em dezembro, o Brasil assumiu a presidência do G20 e sediará o encontro em 2024, no Rio de Janeiro. Fundado em 1999, o G20 é composto por Argentina, Austrália, Brasil, Canadá, China, França, Alemanha, Índia, Indonésia, Itália, Japão, República da Coreia, México, Rússia, Arábia Saudita, África do Sul, Turquia, Reino Unido e Estados Unidos, além da União Europeia.

Na reunião, as nações deverão dialogar sobre temas como diversidade cultural e inclusão social; direitos autorais e tecnologias digitais; impacto da cultura no desenvolvimento; e preservação e promoção do patrimônio cultural, sendo ele material ou imaterial.

  • Giovanne Ramos

    Jornalista multimídia formado pela UNESP. Atua com gestão e produção de conteúdos para redes sociais. Enxerga na comunicação um papel emancipatório quando exercida com responsabilidade, criticidade, paixão e representatividade.

Leia Mais

Quer receber nossa newsletter?

Destaques

AudioVisual

Podcast

papo-preto-logo

Cotidiano