Pesquisar
Close this search box.

Conheça o babalorixá Thales, religioso que usa a internet para educar sobre respeito às crenças

Para a liderança do candomblé, respeito às crenças diversas é fundamental para uma sociedade justa
Imagem mostra o baba Thales, um homem negro de pele clara e que usa adereços africanos.

Foto: Acervo pessoal

30 de junho de 2024

Em um mundo cada vez mais globalizado e diversificado, a intolerância religiosa permanece um desafio significativo que precisa ser enfrentado com urgência. A convivência pacífica e o respeito às diversas crenças são fundamentais para a construção de uma sociedade mais justa e inclusiva. Babá Thales, babalorixá e influenciador digital, destaca a importância de abordar e combater essa intolerância de maneira efetiva e consciente.

Thales, que nasceu em São Paulo e pertence à terceira geração de iniciados no Candomblé de sua família, compartilha a profundidade de seu compromisso com a religião. “Meu amor pelos Orixás foi um ensinamento de minha avó, Ekedji Nilde de Oxóssi. Aprendi desde cedo a importância de honrar e respeitar nossa ancestralidade e nossos deuses”, conta.

Ele é filho do Orixá Ayrá e foi iniciado por Pai Valter de Logun Edé, continuando sua jornada espiritual com a orientação de Iyá Agba Ana de Ogum.

Como babalorixá do Ile Oju Ayrá Ase Ogodo, localizado em Embu das Artes (SP), Thales lidera uma comunidade vibrante com mais de 300 filhos de santo. Com quase 65 mil seguidores no Instagram, ele se tornou um dos principais nomes do Candomblé paulista em sua geração, utilizando a plataforma para educar e inspirar outros sobre a importância da tolerância religiosa.

Em 2022, recebeu o título de Doutor Honoris Causa, na Assembleia Legislativa do Estado de São Paulo (Alesp), e em 2023, o título de Alade Oju, na Câmara Municipal de Mairiporã.

“Precisamos promover o diálogo inter-religioso e combater o preconceito com educação e empatia. Cada religião possui sua beleza e sabedoria, e é fundamental que aprendamos a coexistir com respeito mútuo”, defende Thales.

A intolerância religiosa não apenas ameaça a harmonia social, mas também priva a sociedade das riquezas culturais e espirituais que cada fé tem a oferecer.

Lidar com a intolerância religiosa requer um esforço conjunto de líderes religiosos, educadores, e membros da comunidade. Thales acredita que a educação é uma ferramenta poderosa para combater o ódio e a ignorância.

“Ao ensinar nossas crianças sobre a diversidade religiosa desde cedo, estamos plantando as sementes para um futuro mais harmonioso”, conclui.

Promover a compreensão e o respeito entre as diferentes tradições religiosas é essencial para a construção de uma sociedade verdadeiramente inclusiva. Babá Thales continua a ser uma voz influente nesse movimento, utilizando sua posição para iluminar o caminho para a tolerância e a paz.

  • Felipe Ruffino

    Felipe Ruffino é jornalista, pós-graduado em Assessoria de Imprensa e Gestão da Comunicação, possui a agência Ruffino Assessoria e ativista racial, onde aborda pautas relacionada à comunidade negra em suas redes sociais @ruffinoficial.

Leia Mais

Quer receber nossa newsletter?

Destaques

AudioVisual

Podcast

papo-preto-logo

Cotidiano

Na ONU, Brasil reafirma compromisso com a pauta racial no combate à violência

Mais de 80% dos modelos de campanhas publicitárias brasileiras são brancos, aponta estudo

O Quilombo

Aprovação do Dia Nacional do Funk é marco contra marginalização

Independência, liberdade e escravidão na Argentina

Clima e Meio Ambiente

Programa capacita lideranças das periferias do Rio para debates sobre questão climática

Território brasileiro pegou fogo em um a cada quatro hectares nos últimos 40 anos