Pesquisar
Close this search box.
Pesquisar
Close this search box.

Bahia implanta hortas comunitárias em municípios para intensificar o combate à fome no estado

Iniciativa marca o início do projeto "Comida no Prato - Cozinhas Comunitárias e Solidárias", que distribuirá 2,2 milhões de refeições para população em insegurança alimentar
Duas cozinheiras segurando um prato de comida. Ao fundo, divulgação dos programas "Bahia Sem Fome" e "Comida no Prato". Implantação de hortas comunitárias intensifica o combate à fome no estado por meio dos dois programas.

Foto: André Frutuôso/CAR Bahia

2 de maio de 2024

Na terça-feira (30), o governo da Bahia autorizou a celebração de convênios entre a Companhia de Desenvolvimento e Ação Regional (CAR), vinculada à Secretaria de Desenvolvimento Rural (SDR), e 70 municípios baianos. O objetivo é implantar hortas comunitárias de dois hectares, como parte do sistema de segurança alimentar e do Programa Bahia Sem Fome, visando ampliar a produção de alimentos seguros e saudáveis.

O anúncio ocorreu durante um evento realizado na Paróquia Divino Espírito Santo, no Vale dos Lagos, em Salvador. O evento marcou o início da execução do projeto Comida no Prato – Cozinhas Comunitárias e Solidárias, que distribuirá 2,2 milhões de refeições para pessoas em vulnerabilidade e insegurança alimentar, nos 14 maiores municípios baianos.

Jeandro Ribeiro, diretor-presidente da CAR, destacou a importância dessas ações para o desenvolvimento rural da Bahia. “Vamos garantir a execução do convênio de hortas comunitárias, com a implantação do sistema de cultivo para a produção de hortaliças e instalação de sistemas de irrigação, que irão garantir alimentos de qualidade, produzidos pela nossa agricultura familiar“, disse em comunicado do governo.

Já Tiago Pereira, coordenador do Programa Bahia Sem Fome, reforçou a parceria com a CAR na execução dos projetos. “São duas ações importantes que temos com a CAR, que foram anunciadas hoje. O programa Comida no Prato, que nós já vamos começar a liberar a primeira parcela dos investimentos para as 50 organizações sociais contempladas e a ação com as prefeituras para fortalecer o sistema de segurança alimentar com as hortas comunitárias”.

Para ampliar ainda mais a oferta de alimentos, foi lançado também um novo edital para a inclusão de mais 150 cozinhas comunitárias dentro do projeto Comida no Prato, resultando na entrega de mais 30 mil refeições para pessoas em vulnerabilidade e segurança alimentar grave.

  • Giovanne Ramos

    Jornalista multimídia formado pela UNESP. Atua com gestão e produção de conteúdos para redes sociais. Enxerga na comunicação um papel emancipatório quando exercida com responsabilidade, criticidade, paixão e representatividade.

Leia Mais

Quer receber nossa newsletter?

Destaques

AudioVisual

Podcast

EP 153

EP 152

Cotidiano