Olimpíadas 2024

Pesquisar
Close this search box.
Pesquisar
Close this search box.

DF: Câmara legislativa aprova política ‘Vini Jr’ de combate ao racismo nos estádios

Projeto de Lei 429/2023 visa transformar espaços esportivos em locais de conscientização e combate à discriminação racial
O jogador de futebol brasileiro do Real Madrid, Vini Jr., posa para fotos após ser nomeado Embaixador da Boa Vontade da UNESCO para a educação de jovens carentes, no dia 2 de fevereiro de 2024, no Estádio Alfredo Di Stefano, em Madrid.

Foto: Thomas Coex/AFP

12 de junho de 2024

A Câmara Legislativa do Distrito Federal (CLDF) aprovou em primeiro e segundo turno um Projeto de Lei (PL) que institui a política de combate ao racismo em estádios e arenas esportivas.

A política batizada de “Vinícius Jr.” é de autoria do deputado distrital Max Maciel (PSOL-DF) e visa conscientizar toda a comunidade esportiva acerca do racismo, incluindo torcedores, jogadores, árbitros e jornalistas. A iniciativa propõe a criação de um protocolo para exigir que as autoridades esportivas sigam procedimentos rigorosos para prevenir e responder a práticas racistas.

“A aprovação deste projeto de lei é um marco na luta contra o racismo no esporte. Nosso objetivo é transformar arenas e estádios em espaços seguros e inclusivos, onde todos possam desfrutar do esporte sem medo de discriminação“, detalhou o deputado Max Maciel, em comunicado para imprensa.

A proposta ganhou força após o jogador de futebol brasileiro e atacante do Real Madrid Vinícius Jr ser alvo de ataques racistas de torcedores durante uma partida do campeonato espanhol La Liga, em maio de 2023. O caso teve repercussão mundial e tornou Vini Jr, como é popularmente conhecido, um símbolo de resistência contra o racismo. Em resposta, diversas figuras públicas e movimentos sociais reforçaram a urgência de políticas de respeito e protocolos de combate ao racismo em estádios e arenas esportivas.

“É nítido o esforço que está ocorrendo ao redor do Brasil para que a população se conscientize acerca desse crime, bem como os órgãos responsáveis tomem devidas providências para que esse tipo de atitude seja punida”, destacou Max Maciel.

Agora, a proposta segue para sanção ou veto do governador do Distrito Federal, Ibaneis Rocha (MDB).

  • Giovanne Ramos

    Jornalista multimídia formado pela UNESP. Atua com gestão e produção de conteúdos para redes sociais. Enxerga na comunicação um papel emancipatório quando exercida com responsabilidade, criticidade, paixão e representatividade.

Leia Mais

Quer receber nossa newsletter?

Destaques

AudioVisual

Podcast

papo-preto-logo

Cotidiano