Olimpíadas 2024

Pesquisar
Close this search box.
Pesquisar
Close this search box.

Nei Lopes lança livro didático sobre trajetória de Tia Ciata no samba

Com ilustração de Rui Oliveira, a obra se passa no início do século XX no Centro do Rio de Janeiro
Imagem mostra a capa do livro “Tia Ciata, a Grande Mãe do Samba”.

Foto: Reprodução

23 de junho de 2024

O cantor e compositor Nei Lopes lançou, em parceria com a Editora Nova Fronteira, o livro “Tia Ciata, a Grande Mãe do Samba”. Na obra, os leitores são convidados a um passeio de volta ao início do século XX no centro do Rio de Janeiro, palco de transformações que marcaram a cultura do país. 

Com ilustrações do artista Rui Oliveira, a história do livro é narrada pela perspectiva da personagem fictícia Boneca, que interage com o próprio Nei Lopes para abordar temas como música, religião, tradição, Carnaval e muito mais.  

Além de Tia Ciata, algumas personalidades que marcaram a cultura brasileira também são apresentadas ao longo da história, como Heitor dos Prazeres, Pixinguinha, Chiquinha Gonzaga e Plácida dos Santos.

Conhecida como a matriarca do samba carioca, Tia Ciata era mãe de santo, modista, vendedora e cozinheira quando se tornou um dos pilares do samba no início do século XX. 

Nascida na Bahia, fez morada na região conhecida como Pequena África. Lá, a artista recebia músicos e compositores que deram a vida ao novo ritmo que surgia das comunidades cariocas. Acredita-se que foi neste local que surgiu o primeiro samba de sucesso gravado, “Pelo Telefone”.

A casa da Tia Ciata foi o berço do samba carioca e abriu espaço para a reunião de músicos amadores e compositores anônimos como Pixinguinha, Donga, Heitor dos Prazeres, João da Baiana, Sinhô e Mauro de Almeida. Assim, nascia o samba carioca.

  • Mariane Barbosa

    Curiosa por vocação, é movida pela paixão por música, fotografia e diferentes culturas. Já trabalhou com esporte, tecnologia e América Latina, tema em que descobriu o poder da comunicação como ferramenta de defesa dos direitos humanos, princípio que leva em seu jornalismo antirracista e LGBTQIA+.

Leia Mais

Quer receber nossa newsletter?

Destaques

AudioVisual

Podcast

papo-preto-logo

Cotidiano