Olimpíadas 2024

Pesquisar
Close this search box.
Pesquisar
Close this search box.

Edital anuncia 13 cientistas negros e indígenas selecionados para bolsa de pesquisa

Editais do Instituto Serrapilheira, em parceria com FAPs, selecionaram 20 cientistas com cargo permanente em universidades e 13 pós-docs negros e indígenas, injetando mais de R$ 21 milhões
Mulher negra cientista trabalha em laboratório

Foto: Reprodução

3 de julho de 2024

O Instituto Serrapilheira anunciou uma lista de 33 pesquisadores selecionados em dois editais de apoio financeiro para cientistas brasileiros. O edital, dividido em duas chamadas distintas, selecionou 13 pós-docs negros e indígenas para a área de ecologia e 20 cientistas em início de carreira em instituições de ensino com pesquisas nas áreas de ciências naturais, ciência da computação e matemática. A lista foi divulgada no último dia 26.

Os principais critérios avaliados pelos revisores das chamadas foram originalidade, ousadia da pesquisa e o quanto o projeto pode contribuir para as áreas relacionadas aos estudos. Os selecionados são de 12 estados no total.

Os editais somam cerca de R$ 21 milhões de investimento, contando com parceria e co-financiamento do Conselho Nacional das Fundações Estaduais de Amparo à Pesquisa (Confap) e de 11 Fundações Estaduais de Amparo e Pesquisa (FAPs).

Edital exclusivo para negros e indígenas

A chamada de apoio a pós-negros e indígenas em ecologia, focada exclusivamente no apoio às pesquisas de pós-doutorandos negros e indígenas na área de ecologia, selecionou 13 cientistas com o objetivo de aumentar a participação de grupos sub-representados na ciência. Os selecionados farão pesquisas nos estados do Rio de Janeiro, Mato Grosso do Sul e Pará. Os cientistas farão pós-doutorado em grupos de pesquisa nos quais não tenham se formado nem atuado antes, nos estados das FAPs parceiras do edital.

Além de bolsa mensal de R$ 8 mil, os selecionados vão receber ao todo entre R$ 550 mil e R$ 800 mil, a serem usados ao longo de três anos, renováveis por mais dois anos. Essa é a segunda vez que o Serrapilheira lança um edital exclusivo para negros e indígenas — a primeira foi em 2023. A lista completa de selecionados e os temas das respectivas pesquisas podem ser consultados aqui.

Já a 7ª chamada pública de apoio à ciência, cada um dos 20 pesquisadores selecionados receberá ao todo entre R$ 200 mil a R$ 700 mil, a serem usados ao longo de cinco anos. Eles também terão acesso a um bônus de diversidade, no valor de R$ 150 mil, recurso extra para investir na formação e inclusão de pessoas de grupos sub-representados em suas equipes. A lista e detalhes das pesquisas podem ser encontrados aqui.

  • Redação

    A Alma Preta é uma agência de notícias e comunicação especializada na temática étnico-racial no Brasil.

Leia Mais

Quer receber nossa newsletter?

Destaques

AudioVisual

Podcast

papo-preto-logo

Cotidiano